terça-feira, 6 de junho de 2017

Enfim, 25.

Chegou a tão esperada data. A idade em que estipulamos, ainda jovens, metas a estarem cumpridas. Casamento, filhos, carro, casa, uma vida bem sucedida... tanta expectativa numa só idade. Uma idade em que a gente se vê obrigado a fazer um balanço de tudo que passou. que faz a gente limpar bem a vidraça e olhar o presente claramente.
 Percebo um leve sorriso em meu rosto. Vejo onde minha determinação, esforço, calos e principalmente, onde minhas asas me levaram. Me lembro de uma menina inocente, cheia de sonhos, com uma vontade imensurável de vencer na vida, pessoa que me inspira, quando pareço ter mudado demais. Com o tempo a gente tende a ficar mais responsável, a se tornar mais caseiro, a se preocupar mais, a se estressar mais, a acreditar menos nas pessoas, tende a se tornar adulto.
Quando me falavam que o tempo voaria depois dos 18 anos, bem, acho que todos estavam certos, me lembro de comemorar minha entrada no barzinho, depois de começar a trabalhar, trabalhar muito, e olha só, já estamos em 2017. Nesse tempo, fiz muitos novos amigos, e na mesma proporção, perdi a confiança em tantos outros - sempre fui de defender com unhas e dentes, mas também de dizer adeus com firmeza, a quem não merecia. Morei em 4 cidades diferentes, passei por lugares com que sempre me lembro com carinho, o sítio onde cresci, a casa em Faxinal, o Zerão, o Caesar Business, o Barigui...
Bem, olhando assim parece que eu já tenho uma boa história pra contar, posso dizer que cumpri minhas metas dos 25.
Não,  eu não estou casada, nem com filhos, nem casa, nem carro. Minhas metas sempre foram outras, poder viver o máximo de momentos incríveis e felizes ao lado da minha família, ter minha empresa, viver um tempo totalmente independente e ter sucesso com isso, e principalmente, não deixar o medo, me privar de novos aprendizados.
Hoje, orgulho é o meu maior presente.
Obrigada a todos pelo grande carinho e por nunca desistirem de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário