segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Se me perguntarem por onde andei, direi que estava sendo feliz...

                                                              Edifício Phanton, setembro de 2016

Se me perguntarem por onde andei, direi que estava sendo feliz... 
Um dia ouvi um chef de cozinha dizer que nós vivemos preenchendo vazios, que estamos sempre buscando algo que substitua uma perda ou que nos complete, e bem...ele estava coberto de razão. Eu vim buscando independência, aprimoramento profissional, e acabei preenchendo vazios que eu mesma desconhecia, aqui, nesse lugarzinho de bairro com nome de pobre e nome de rico, com vista de tirar o fôlego para um certo parque que abriga jacarés e capivaras e de uma vizinhança literalmente animada pra cachorro, gatos e até bichinhos mais peculiares como cobras... aprendi que arriscar muitas vezes é conquistar algo melhor. 
Nesse último mês de madrugadas mal dormidas, eu pude refletir sobre tudo que vivi aqui e por um instante ou outro, eu quis que aqui fosse pra sempre o meu lar. Mas acomodação e rotina nunca foram meu forte, talvez isso seja coisa do signo, ou do nome, ou do destino hahaha, por isso, mais uma vez, coloco na mochila apenas o que é leve e vou em busca de preencher outros vazios. 
 A falta que vou sentir de tudo isso não se mede, das noites e das madrugadas no Barigui, dos treinos de roller, dos lugares, da comida, do vinho regado de ótimas conversas nos fins de semana... mas principalmente, ainda não sei como vou controlar a saudade dos amigos que fiz. É tão engraçado como pode existir gente que chega de repente e já se eterniza do lado esquerdo do peito, gente que te faz dar risada, que te coloca pra cima, que te da a mão, o braço e quem sabe, se um dia você precisar, um rim hihihi. 
 Os porteiros por aqui vivem me perguntando, qual o segredo de SEMPRE estar sorrindo... bem, é que apesar dos pesares, é tanto bem que me fazem, que de alguma forma, acho que isso transborda. 
 É chegada a hora de mais uma despedida, e como Cássia diria " ...quem sabe eu volte cedo, ou não volte mais". 
 Por fim, digo que estou partindo, quando na verdade, parte de mim já ficou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário